Um sonho de viagem - Crônica 7

 Os franceses não sabem sorrir ?

 Antes de seguirmos para a casa de Maurice, um velho amigo de Cleide que nos hospedou, paramos em uma banca de revista para comprar cartão telefônico. Eu observara como Cleide se comportara ao comprar os tíquetes do metrô  e procurei imitá-la  cumprimentando a vendedora com um animado “bonjour”.  Perguntei quanto custava um cartão de 50 unidades, ela me deu uma resposta que lembra piada de português: eu não sei porque não o tenho.

Minha amiga, que propositalmente me deixara sozinha, para que eu começasse a  “aprender a me virar”  se aproximou-se. Disse-lhe que não havia cartão, ela achou estranho e tornou a pedir um cartão telefônico à vendedora, sem especificar de quantas unidades. Descobrimos que não havia cartão de 50, mas sim de 80 unidades.

Em resumo, ao pedir preço ao invés de cartão, formulei a pergunta errada. A situação tornara-se engraçada, mas acho que a vendedora não entendeu a piada e pareceu não estar interessada nas explicações. Cleide chamou a minha atenção: reparou que ela não sorriu?



Escrito por Vânia Beatriz às 11h14
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Meu perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese, French, Livros, Viagens


Histórico
    Categorias
    Todas as mensagens
    Citação


    Votação
    Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
    Por onde andou meu coração
    UOL
    Nova Edicula Habitável
    Cartas do Mestre
    FNAC
    Edícula Habitável
    Tereza em Paris
    Zany
    Neem na cura do Diabetes